Oi TV lança gravação em pendrive, VOD e TV everywhere.

Oi TV lança gravação em pendrive, VOD e TV everywhere.

Com um serviço de DTH chegando com usuários ativos a mais de 4,8 mil municípios brasileiros, a Oi continua apostando na oferta combinada de serviços de telefonia fixa, móvel, banda larga e TV por assinatura, o quad-play, para conseguir o que chama de turn-around operacional, numa estrutura mais enxuta e eficiente. E a TV é o carro-chefe dessa estratégia, responsável por reduzir em 50% o churn da Oi, de acordo com o diretor de varejo da Oi,

Com um serviço de DTH chegando com usuários ativos a mais de 4,8 mil municípios brasileiros, a Oi continua apostando na oferta combinada de serviços de telefonia fixa, móvel, banda larga e TV por assinatura, o quad-play, para conseguir o que chama de turn-around operacional, numa estrutura mais enxuta e eficiente. E a TV é o carro-chefe dessa estratégia, responsável por reduzir em 50% o churn da Oi, de acordo com o diretor de varejo da Oi, Bernardo Winik, em entrevista concedida na ABTA 2015, que acontece esta semana, em São Paulo.

Para reforçar o produto de TV, a Oi anunciou nesta quarta, 5, durante a ABTA 2015, a sua plataforma de TV Everywhere, a Oi Play, a extensão do serviço de gravação para as caixas mais simples da OiTV com a utilização de um pendrive, o Pen-VR, e ainda a possibilidade de realizar compras no serviço on-demand da operadora. "Já tínhamos a melhor oferta de TV do mercado, com o maior números de canais HD a partir do pacote de entrada e exclusividade da transmissão da Globo em HD direto do satélite em mais de 3 mil municípios, mas a dinâmica do mercado agora é não-linear, e precisávamos do on-demand", avalia o diretor de varejo da Oi, Bernardo Winik.

TV everywhere

A plataforma Oi Play será disponibilizada em três fases. A primeira é, na verdade, a possibilidade de autenticação nas plataformas de TV Everywhere dos próprios canais. Os assinantes da Oi TV poderão acessar os conteúdos de 30 canais lineares, com conteúdo ao vivo e on-demand acessando os sites das programadoras pelo computador ou por meio de 11 aplicativos para tablets e smartphones. São eles: Telecine Play, Globosat Play, Premier Play (PFC), ESPN Watch, Esporte Interativo, Sexy Hot Go, Fox Play, Cartoon Go, TNT Go, Space Go e Combate Play. O assinante, a partir de hoje, terá acesso gratuito a esses conteúdos, desde que os canais já façam parte de seu pacote.

A Oi prepara também um portal do Oi Play que terá curadoria de conteúdo, segmentação por gênero, canal e audiência, com expectativa de lançamento para outubro, onde serão ofertados os mesmos conteúdos dos aplicativos.

A terceira etapa é trazer o portal do Oi Play para dentro do set-top box da Oi TV, que funcionaria também como catch-up, revela o diretor da operadora de DTH, Ariel Dascal. "A ideia é ter os conteúdos dos canais também no formato on-demand para que o assinante possa ver diretamente na televisão, mas isso vai exigir que a caixa (set-top box) esteja conectada à banda larga", conta. Segundo Dascal, a expectativa da Oi é lançar o Oi Play nos set-tops no primeiro trimestre de 2016.

Gravador

A função de gravação de programas da Oi TV também estará disponível para toda a base de assinantes a partir de novembro, mesmo para aqueles que não têm uma caixa com DVR integrado. Basta conectar um pendrive de pelo menos 8 GB de capacidade na caixa mais simples para poder gravar programação da grade, dar pausa ao vivo, realizar agendamentos e acessar lista de conteúdos gravados. O assinante não precisará pagar nada a mais para utilizar o Pen-VR.

Interessante notar que a caixa simples da Oi TV custa R$ 10 mensais para o assinante no plano que ele já paga, enquanto a caixa que já tem DVR integrado tem custo mensal de R$ 20 no valor da assinatura.

PPV e VOD

Já o pay-per-view (PPV) para aluguel de filmes da operadora, o Oi Filmes, ganhará a partir de novembro a opção compra pelo controle remoto. Mas funcionará apenas para as caixas que estiverem conectadas à Internet – a TV via satélite precisa de um canal de retorno para validar as compras pelo controle remoto.

O diretor da Oi TV, entretanto, destaca que isso não será um problema. "Hoje praticamente 70% da nossa base de TV (cerca de 1,2 milhão de assinantes) têm banda larga da Oi em casa e 20% dos clientes têm o modem ao lado da caixa de TV", calcula.

O Oi Filmes entrará também como um serviço de VOD, com uma janela de três meses da saída em cartaz nos cinemas. Os filmes são enviados pelo satélite e ficarão armazenados nas caixas com DVR da Oi. E esse serviço não precisará de uma caixa conectada. "Se a caixa estiver conectada, o cliente poderá comprar pelo controle remoto, se não, basta comprar pelo telefone", explica Dascal. A caixa com DVR armazena 30 filmes e a Oi também trabalha para liberar a compra de filmes através de mensagem SMS do celular.

 

 

 

Comentários